WhatsApp

34.98406.2031 | 34.99958.1434

Cruzeiro detalha situação financeira a candidatos à presidência: aumento de dívida na Fifa, déficit de R$ 143 milhões em 2020 e corte de gastos - Guimaonline

Esportes

15/04/2020 às 14h32 - Atualizada em 15/04/2020 às 14h32

Cruzeiro detalha situação financeira a candidatos à presidência: aumento de dívida na Fifa, déficit de R$ 143 milhões em 2020 e corte de gastos

LindomarJS
Patrocínio - MG
FONTE: mg.superesportes.com.br

Cruzeiro detalhou corte de gastos e quanto pode economizar em 2020 (Foto: Leandro Couri/EM/D.A. Press)

Dívidas na Fifa ultrapassam R$ 80 milhões; maior parte deve ser paga no ano

O Conselho Gestor se reuniu em videoconferência com candidatos à presidência do Cruzeiro e do Conselho Deliberativo para detalhar os dados da situação financeira do clube. A Raposa projeta encerrar a temporada 2020 com déficit de R$ 143 milhões.

O clube passa por reestruturação no ano. Depois da queda para a Série B e com graves problemas financeiros, o Cruzeiro perdeu diversos jogadores em função dos vários meses de atraso salarial. Henrique, Jadson, Marquinhos Gabriel, Sassá e Manoel foram emprestados. Egídio e Rodriguinho deixaram a Raposa depois de acerto com o Conselho Gestor.

Outros jogadores entraram na Justiça para conseguir a liberação do contrato. Rafael, Fabrício Bruno, Éderson e David chegaram a um acerto com o clube e encerraram os processos. Thiago Neves teve um acordo parcial para deixar o Cruzeiro, mas o processo não acabou. Já Fred conseguiu liminar na Justiça para deixar a Raposa.

Com todas as saídas, a folha salarial do Cruzeiro, que girava em torno de R$ 16 milhões por mês no ano passado, foi reduzida em 81%: agora é de R$ 3 milhões. Mesmo assim, o clube projeta um resultado extremamente negativo no balanço financeiro final de 2020: déficit de R$ 143 milhões.

Aumento de dívidas na Fifa

O Cruzeiro divulgou, no fim de janeiro, que precisava pagar pouco mais de R$ 50 milhões em dívidas na Fifa até 2022 (clique aqui e veja detalhes das dívidas). O documento apresentado pelo Conselho Gestor, no entanto, mostra que o valor é de R$ 81,4 milhões.

O clube celeste precisa pagar R$ 36,6 milhões ainda neste primeiro semestre. O atraso depois desse período poderá acarretar em perda de pontos na Série B ou outras sanções mais graves.

O restante do pagamento será feito no segundo semestre de 2020 (R$ 43,7 milhões) e no segundo semestre de 2021 (R$ 1,1 milhão).

Corte de gastos

Além da diminuição na folha mensal, o Cruzeiro fez corte de gastos em vários outros setores. O Conselho Gestor relatou alguns deles (veja abaixo).

- Base: redução de aproximadamente R$ 1,2 milhão por ano nos custos com pessoal;
- Funcionários: economia de mais de R$ 25 milhões por ano com a revisão no quadro de colaboradores. Foram 110 demissões;
- Telefone: cancelamento das linhas telefônicas de uso da diretoria, com economia de R$ 600 mil por ano;
- Plano de saúde e seguro de vida: economia de R$ 1,92 milhão por ano.

Além disso, o clube desativou dois andares da Sede Administrativa, para diminuir os gastos com energia e manutenção. O Cruzeiro também cancelou os cartões corporativos e vendeu os veículos que eram utilizados por presidente e diretores.

Candidatos

Participaram da videoconferência com o Conselho Gestor os candidatos à presidência do clube e do Conselho Deliberativo. Veja os nomes abaixo.

Presidência
Sérgio Santos Rodrigues
Giovanni Baroni
Ronaldo Granata

Presidência do Conselho
Paulo Sifuentes
Paulo César Pedrosa
Luiz Carlos Rodrigues

Informa Equipe Portal Guim@online - A gente conecta você!
Faça desse espaço um lugar interativo compartilhe a sua opinião com os demais leitores no espaço destinado aos comentários.

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 349 VEZES

Comentários

Veja também

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

© Copyright 2020 :: Todos os direitos reservados

Dr Designs