WhatsApp

34.98406.2031 | 34.99958.1434

Cruzeiro se exime de culpa por confrontos entre torcidas no clássico com Atlético - Guimaonline

Esportes

11/11/2019 às 14h57 - Atualizada em 11/11/2019 às 14h57

Cruzeiro se exime de culpa por confrontos entre torcidas no clássico com Atlético

LindomarJS
Patrocínio - MG
FONTE: mg.superesportes.com.br

Cruzeiro alega que confusão iniciou com invasão de torcedores do Atlético ao camarote do Mineirão (Foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A. Press)

<Clube celeste diz que decisões foram da Polícia Militar e Minas Arena

Algumas horas depois do clássico com o Atlético, o Cruzeiro emitiu nota em que se exime de qualquer culpa pelos confrontos entre torcidas no jogo deste domingo, no Mineirão. No comunicado, o clube explicou que, durante a semana, tomou todas as medidas exigidas de acordo com o Estatuto do Torcedor.

“Cabe ressaltar que o efetivo de policiais envolvidos no evento é determinado pela própria corporação, assim como em relação aos seguranças ligados à Minas Arena, concessionária responsável pelo estádio. No caso dos seguranças, a Minas Arena escolhe o número de profissionais no seu efetivo".

“É importante frisar, também, que a segurança no Mineirão e no entorno do estádio são de responsabilidade da Polícia Militar (PM) e da equipe de seguranças da Minas Arena, cabendo ao Cruzeiro o pagamento dos custos desta operação”, complementou. Leia, no fim desta reportagem, a nota na íntegra.

O Mineirão virou praça de guerra entre torcedores após o empate por 0 a 0 entre Cruzeiro e Atlético, na tarde deste domingo. Cruzeirenses e atleticanos se enfrentaram em confusão que envolveu invasão de setor, quebra de cadeiras, bombas de efeito moral e gás de pimenta.

Antes da partida, a PM prendeu 39 torcedores em confronto entre integrantes da Máfia Azul e Pavilhão, ambas organizadas do Cruzeiro. A briga aconteceu longe do Mineirão, mas os envolvidos foram levados até a delegacia no Gigante da Pampulha.

O Cruzeiro Esporte Clube lamenta profundamente as cenas de confusão e vandalismo ocorridas no clássico deste domingo, 10 de novembro.

O Clube informa que tomou todas as medidas exigidas de acordo com o Estatuto do Torcedor. Durante a semana, foram feitas reuniões de praxe com representantes de todos os órgãos competentes para garantir a segurança dos torcedores que fossem ao Mineirão e a eles foram repassados todos os cenários para que fosse elaborado o melhor plano de segurança possível.

Cabe ressaltar que o efetivo de policiais envolvidos no evento é determinado pela própria corporação, assim como em relação aos seguranças ligados à Minas Arena, concessionária responsável pelo estádio. No caso dos seguranças, a Minas Arena escolhe o número de profissionais no seu efetivo.

É importante frisar, também, que a segurança no Mineirão e no entorno do estádio são de responsabilidade da Polícia Militar e da equipe de seguranças da Minas Arena, cabendo ao Cruzeiro o pagamento dos custos desta operação.

A confusão se iniciou entre seguranças, policiais e torcedores atleticanos no espaço do setor Roxo Superior destinado à torcida do Clube Atlético Mineiro, nos minutos finais da partida, próximo à tribuna de imprensa.

Minutos depois, a confusão se estendeu para o setor Roxo Inferior, em espaço destinado também para torcedores do Clube Atlético Mineiro, onde um número considerável destes invadiu outros setores destinados a torcedores cruzeirenses, gerando momentos de tensão e apreensão.

O Cruzeiro informa que está providenciando o levantamento de todos os boletins de ocorrências e de imagens de circuito interno de segurança do estádio para que, a partir da identificação dos torcedores envolvidos, possa tomar as medidas cabíveis.

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 188 VEZES

Comentários

Veja também

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados

Dr Designs