WhatsApp

34.99958.1434 / 98809.7512

Libertadores: Cruzeiro leva a melhor contra brasileiros no geral e em duelos eliminatórios - Guimaonline

Esportes

05/06/2018 às 16h30 - Atualizada em 05/06/2018 às 16h30

Libertadores: Cruzeiro leva a melhor contra brasileiros no geral e em duelos eliminatórios

LindomarJS
Patrocínio - MG
FONTE: mg.superesportes.com.br

Cruzeiro tem vantagem sobre os clubes brasileiros na história da Copa Libertadores

Raposa enfrentará o Flamengo nas oitavas da competição continental

Conforme definido por sorteio, o Cruzeiro terá o Flamengo pela frente nas oitavas de final da Copa Libertadores. O histórico do clube celeste contra brasileiros na maior competição de clubes da América é positivo tanto no retrospecto geral quanto em duelos eliminatórios.

Em todas as edições da Copa Libertadores, o Cruzeiro enfrentou brasileiros em 26 oportunidades: 12 vitórias, 7 derrotas e 7 empates. A Raposa já pegou Vasco, Internacional, Palmeiras, São Paulo e Grêmio.

Quando se trata de jogos eliminatórios, o Cruzeiro tem uma pequena vantagem: avançou 4 vezes e foi eliminado em outras 3. Nesta contagem, não consideramos os jogos contra o Inter pela Libertadores de 1977, quando mineiros, gaúchos e a Portuguesa, da Venezuela, duelaram por uma vaga na final. A Raposa passou e pegou o Boca Juniors na decisão. O time argentino foi o campeão daquela edição do torneio.

O primeiro mata-mata de Libertadores do Cruzeiro contra brasileiros ocorreu em 1997. O rival foi o Grêmio. O clube celeste venceu por 2 a 0, no Mineirão, e perdeu por 2 a 1, no Olímpico. A classificação sobre o time gaúcho, então um dos favoritos, deu moral para a Raposa que conquistou o bicampeonato da Libertadores naquela ocasião.

Em 1998, o Cruzeiro caiu para o Vasco. Já em 2001, o Palmeiras eliminou a Raposa nos pênaltis.

Em 2009, São Paulo e Grêmio foram as vítimas do Cruzeiro, que caiu somente na final para o Estudiantes. No ano seguinte, o clube celeste foi eliminado pelo São Paulo. A Raposa deu o troco no Tricolor do Morumbi em 2015, batendo os paulistas nos pênaltis.

Retrospecto do Cruzeiro contra Brasileiros na Libertadores

26 jogos
12 vitórias
7 derrotas
7 empates

Mata-mata: Classificado em 4. Eliminado em 3

14 jogos
5 vitórias
5 derrotas
4 empates

Cruzeiro x brasileiros: retrospecto geral

1967

Na primeira edição que disputou, o Cruzeiro não enfrentou brasileiros

1975 - Vasco da Gama na fase de grupos

Cruzeiro venceu o Vasco por 3 a 2, no Mineirão, e empatou por 1 a 1, em São Januário

1976 – Internacional na fase de grupos

Cruzeiro venceu o Inter por 5 a 4, no Mineirão. Essa partida é considerada uma das mais fantásticas da história do Gigante da Pampulha. A Raposa também levou a melhor no Rio Grande do Sul: 2 a 0, no Beira-Rio.

1977 – Internacional na segunda fase

Depois de superada a fase de grupos, Cruzeiro, Inter e Portuguesa, da Venezuela, disputaram um triangular por uma vaga na decisão. No outro chaveamento, Boca Juniors, Deportivo Cali e Libertad. Arrasadora, a Raposa venceu três jogos e empatou um. Contra o Inter, uma vitória (1 a 0, no Beira-Rio) e um empate (0 a 0, no Mineirão). Na decisão, o Cruzeiro enfrentou o Boca Juniors. O Boca venceu (1 a 0), na Argentina, e o Cruzeiro, em Belo Horizonte (1 a 0). A finalíssima foi disputada em Montevidéu, e o Boca levou nos pênaltis (5 a 4), depois de empate em 0 a 0 no tempo normal.

1994 – Palmeiras na fase de grupos

Cruzeiro venceu por 2 a 1, no Mineirão, e perdeu por 2 a 0, no Parque Antártica

1997 – Grêmio na fase de grupos e nas quartas de final

O Cruzeiro enfrentou o Grêmio quatro vezes na Libertadores de 1997. Logo na primeira partida da competição, a Raposa perdeu por 2 a 1, no Mineirão. Depois de perder os três primeiros jogos, a arrancada para a classificação na fase de grupos começou com vitória sobre o time gaúcho (1 a 0), no Olímpico. O Cruzeiro conseguiu avançar e encarou o Grêmio nas quartas de final. O Tricolor Gaúcho era o grande favorito ao título. O time celeste não tomou conhecimento do rival e fez 2 a 0, no Mineirão. Na volta, perdeu por 2 a 1, no Olímpico, mas avançou. A Raposa levou o bicampeonato da Libertadores naquele ano.

1998 – Vasco nas oitavas de final

Cruzeiro perdeu por 2 a 1, em São Januário, e empatou por 0 a 0, no Mineirão. Foi eliminado.

2001 – Palmeiras nas quartas de final

Dois empates: 3 a 3, no Palestra Itália, e 2 a 2, no Mineirão. O Cruzeiro foi eliminado nos pênaltis: 4 a 3

2004 – Não enfrentou brasileiros

2008 – Não enfrentou brasileiros

2009 – São Paulo nas quartas de final e Grêmio na semifinal

O Cruzeiro superou o temível São Paulo nas quartas de final. O Tricolor era o atual tricampeão braslieiro (2006, 2007 e 2008). A Raposa venceu por 2 a 1, no Mineirão, e por 2 a 0, no Morumbi. O Grêmio foi o rival nas quartas de final. Wellington Paulista foi o grande nome do confronto. O Cruzeiro venceu, no Mineirão, por 3 a 1, com um gol de WP9. Na volta, empate por 2 a 2, no Olímpico. O camisa 9 fez os dois da Raposa

2010 – São Paulo nas quartas de final

O Cruzeiro perdeu os dois jogos para o São Paulo por 2 a 0, no Mineirão e no Morumbi

2011 – Não enfrentou brasileiros

2014 – Não enfrentou brasileiros

2015 – São Paulo nas oitavas de final

Cruzeiro perdeu por 1 a 0, no Morumbi, e venceu por 1 a 0, no Mineirão, gol de Leandro Damião. A Raposa avançou nos pênaltis: 4 a 3.

2018 – Vasco na fase de grupos

Empatou com o Vasco (0 a 0) no Mineirão e venceu por 4 a 0 em São Januário

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 132 VEZES

Comentários

Veja também

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados

Dr Designs