WhatsApp

34.99958.1434 / 98809.7512

Em jogo de 7 gols, Atlético-MG vira sobre reservas do Grêmio e torce por Flamengo para ir à Libertadores - Guimaonline

Esportes

04/12/2017 às 10h24 - Atualizada em 04/12/2017 às 10h24

Em jogo de 7 gols, Atlético-MG vira sobre reservas do Grêmio e torce por Flamengo para ir à Libertadores

LindomarJS
Patrocínio - MG
FONTE: espn.uol.com.br

Clube Atlético Mineiro

Uma virada emocionante manteve vivo o sonho do Atlético-MG de ir à Copa Libertadores de 2018. A equipe ficou atrás, mas conseguiu vencer o time reserva do Grêmio por 4 a 3 no Independência, neste domingo, pela última rodada do Campeonato Brasileiro.

Jean Pyerre, Pepê e Batista fizeram para os visitantes. Elias, Otero (duas vezes) e Fred marcaram para os alvinegros.

Com o resultado, o Atlético-MG termina na nona colocação, com 54 pontos. Assim, para ir à Libertadores, o clube mineiro terá que contar com o título do Flamengo na final da Copa Sul-Americana diante do Independiente, o que transformaria o G-8 em G-9.

Já o Grêmio termina na quarta colocação com 62 pontos, perdendo uma posição para o Santos, que empatou com o Avaí.

Agora, o torcedor gremista voltará todas as suas atenções ao Mundial de Clubes, no qual o time tricolor irá estrear em 12 de dezembro contra o vencedor entre Wydad Casablanca, do Marrocos, e Pachuca, do México.

Primeiro tempo

O Grêmio tinha o grupo reserva em campo. Com a taça na Copa Libertadores, o grupo de Renato Gaúcho volta aos treinamentos nesta segunda-feira. Os garotos inicialmente não sentiram a pressão de ter pela frente um Independência lotado. O Atlético-MG jogava pra cima, era o dono do jogo, tinha o melhor time, com mais potência ofensiva. No entanto, por jogar com as linhas altas, sofria sustos.

Após os 15 minutos, a equipe mineira passou a criar chances claras de gol. Em duas oportunidades com Elias e outra com Otero. O Atlético-MG avançava suas linhas de marcação e Elias atuava praticamente como um meia.

O primeiro gol do Grêmio saiu em um lance de pura sorte. A equipe chegou em um contra-ataque, e Pepê foi parado com falta. Na cobrança, a bola desviou na barreira e sobrou para Jean Pyerre que, na cara de Victor, mandou para o fundo da rede.

O Atlético-MG respondeu minutos depois. O time preto e branco chegou trocando passes, e Elias recebeu na frente, tirou do goleiro e empatou a contagem.

Neste momento, no Rio de Janeiro, o Cruzeiro empatou o jogo com o Botafogo e ajudava os mineiros. A Chape também, neste momento, não vencia, algo que também era favorável ao time preto e branco.

Mas o próprio Atlético-MG não se ajudava. O Grêmio desceu novamente em rápido contra-ataque. Aos 44, Jean Pyerre lançou para Pepê que driblou Victor e colocou no fundo da rede.

A paciência do torcedor mandante foi ao limite. As vaias para os atletas começaram. Em uma falta, na entrada da área, Otero bateu colocado e conseguiu colocar no fundo da rede, levando o empate para os vestiários.

Segundo tempo

O Atlético voltou intenso para a etapa complementar. O desenho tático era exatamente o mesmo: o Grêmio apostava em contra-ataques, enquanto que os donos da casa pressionavam. Para corrigir um erro de posicionamento, Oswaldo lançou Gustavo Blanco na vaga de Adílson.

Os jovens do Grêmio, porém, não estavam de brincadeira. Aos 15 minutos, a garotada chegou ao ataque trocando passes, com tranquilidade – e sem um marcador para incomodar. Em cruzamento na área, Batista ampliou a contagem para os tricolores.

O Atlético, entretanto, queria muito a vaga. A equipe alvinegra lutou pelo empate. Em cruzamento pela esquerda, o atacante Fred colocou para o fundo da rede, de cabeça.

Após o tento, a equipe mandante foi soberana. O atacante teve uma oportunidade e Gustavo Blanco, na cara do gol, também, mas ambos não conseguiram marcar.

O nervosismo passou da arquibancada para o campo. Os atleticanos erravam vários passes e vacilavam muito em campo.

Aos 37, o Atlético perdeu uma grande oportunidade. Em cruzamento na área, Rafael Moura na pequena área desviou, mas mandou pra fora, tirando tinta da trave.

O jogo ainda ficou parado por cerca de 10 minutos, já que as luzes no estádio Independência apagaram, devido a uma queda de energia que teve em todo bairro no Horto.

Na volta, o Atlético-MG foi com tudo. Em uma falta de longa distância, Otero bateu, novamente com muita qualidade, e colocou o Atlético na frente pela primeira vez.


style="display:block; text-align:center;"
data-ad-format="fluid"
data-ad-layout="in-article"
data-ad-client="ca-pub-6532739819302861"
data-ad-slot="1079059214">



FICHA TÉCNICA:
ATLÉTICO-MG 4 X 3 GRÊMIO

Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 03 de dezembro de 2017, domingo
Horário: 17h (horário de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (SP)
Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho e Bruno Salgado Rizo (ambos SP)
Gols: Jean Pyerre, aos 33 minutos do primeiro tempo, Pepê, aos 44 minutos do primeiro tempo, Matheus Santos, aos 15 minutos do segundo tempo (Grêmio); Elias, aos 36 minutos do primeiro tempo, Otero, aos 48 minutos do primeiro tempo e aos 53 minutos do segundo tempo, Fred, aos 20 minutos do segundo tempo (Atlético-MG)
Cartões amarelos: Adilson, Robinho e Elias (Atlético-MG); Dionathã (Grêmio)
Cartão vermelho: Gustavo Blanco (Atlético-MG)

ATLÉTICO-MG: Victor; Bremer (Rafael Moura), Léo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Adilson (Gustavo Blanco), Elias, Otero, Robinho e Valdívia; Fred. Técnico: Oswaldo de Oliveira

GRÊMIO: Bruno Grassi; Felipe, Ruan (Ericson), Emanuel e Conrado; Balbino, Machado, Jean Pyerre (Matheusinho), Lucas Poletto (Batista) e Dionathã; Pepê. Técnico: César Bueno

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 45 VEZES

Comentários

Veja também

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados

Dr Designs